GALERIE CAROLINE VACHET | 2009

Lyon, França

Curadoria: Yves Sabourin



1. Esperando passarinho | 2009

À procura de relatos sobre a elaboração de objetos plumários, deparei-me com uma cena que nos oferece Darcy Ribeiro, nos seus Diários índios: ele sozinho, no centro de uma aldeia, enquanto todos os demais haviam se embrenhado na floresta à cata de penas e de passarinhos. Criei, assim, com base nessa imagem, as visões da floresta que o cercava.

  • série de três desenhos
  • folhas sobrepostas de papel vegetal 45 g, nanquim branca
  • 66 x 99 cm (cada)
  • OUTRAS EXPOSIÇÕES: “Errático, errante”, Galeria Inox, Rio de Janeiro, Brasil

Fotografia: Claudia Tavares (detalhe) e Wilton Montenegro

2. Berço esplêndido | 2004

Encontrei este mapa da América do Sul, no livro História dos índios no Brasil, organizado por Manuela Carneiro da Cunha: serve para localizar, geograficamente, as etnias indígenas citadas nos textos que reúne. Fui imediatamente tocado pela imagem de um continente que, livre das fronteiras políticas que hoje conhecemos, apresenta-se belamente, pelo simples traçado dos seus rios.

  • Bordado sobre antiga fronha de algodão
  • 60 x 60 x 20 cm
  • OUTRAS EXPOSIÇÕES: “Ao amor do público I – Doações na ArtRio (2012-2015) e MinC/Funarte, Museu de Arte do Rio – MAR / “Métissages”, Espace d’Art Actuel, Le Radar e Musée Baron Gérard, Bayeux, França; Musée de Bourgoin-Jallieu, França; Selasar Sunayo Art Space, Bandung; Museum Nasional, Jacarta, Indonésia; James H. W. Thompson Center for the Arts, Bangkok, Tailândia; Parc Saint Léger, Pougues-les-Eaux, França / “L’autre métissages”, Museo Nacional de Etnografia y Folklore, La Paz, Bolívia

Fotografia: Kristine Thiemann

3. A memória é a costureira, e costureira caprichosa. A memória faz a sua agulha correr para dentro e para fora, para cima e para baixo, para cá e para lá. Não sabemos o que vem em seguida, o que virá depois | 2007

Lançando mão de uma coleção de iniciais bordadas em algodão, que serviam para marcar a quem pertencia uma roupa, desenvolvi, juntamente com artesãs da Cooparoca, cooperativa da Rocinha, no Rio de Janeiro, esta ideia de uma veste que teria pertencido a um número incontável de mulheres.

 

  • iniciais bordadas sobre veste em algodão
  • 150 x 50 cm
  • OUTRAS EXPOSIÇÕES: “Amor”, Museu Casa de Benjamin Constant, Rio de Janeiro, Brasil; “Retalhar”, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil

Fotografia: Wilton Montenegro

4. Cicatriz | 2005

Das primeiras experiências com o bordado, sobravam muitas linhas, que ia perpassando por esta entretela. Pouco a pouco foi surgindo a imagem de uma cicatriz que marcou a minha infância.

  • tarlatana, linhas de algodão
  • 10 x f 60 cm
  • OUTRAS EXPOSIÇÕES: “Poética têxtil”, Oficina Cultural Oswald de Andrade, São Paulo, Brasil

Fotografia: Kristine Thiemann

5. Sou taça de cristal lançada ao mar (vídeo) | 2009

Este vídeo apresenta alguns instantes da quebra de uma coleção de copos e taças de cristal que reuni ao longo de 20 anos. Ligada a questões muito pessoais e íntimas, esta ação representou um momento de ruptura e transformação em minha vida.

A quebra dos copos foi realizada durante a montagem da exposição “Memórias heterogêneas”, no Castelinho do Flamengo, Rio de Janeiro, em 2004.

  • vídeo com 10’31”, projeção em loop
  • OUTRAS EXPOSIÇÕES: “ObaOba”, Galeria Bangbang, Lisboa, Portugal; “ObaOba”, Sessão Corredor, Ateliê 397, São Paulo, Brasil