Esqueça-me | 2015



Em um arquivo encontrado no lixo – relativo à vida de mulheres que procuravam abandonar a prostituição – destacou-se a pequena fotografia de um grupo e o rosto violentamente rasurado de uma das retratadas. Recortei e ampliei a imagem desse rosto que, impossível de ser identificado, representa todas as pessoas que a sociedade, por indiferença e preconceito, pretende manter invisível.

  • ampliação em papel algodão, edição de 5 fotografias + 2 PA
  • 65 x 65 cm
  • EXPOSIÇÕES: “Inventário do esquecimento”, Galeria Inox, Rio de Janeiro, Brasil

Fotografia: Pat Kilgore