Para os que não podem falar | 2019



Encontrei, desfazendo a casa materna, um velho livro encoberto de manchas e nódoas,: resolvi trazê-lo para o ateliê. Inicialmente me preocupei em agir para estancar a propagação dos fungos (provavelmente não terei sucesso) para, em seguida, contornar com cores as pequenas marcas da passagem do tempo.

  • série de desenhos em lápis de cor (Caran d’Ache) sobre páginas de livro
  • 21,5 x 14 cm cada
  • EXPOSIÇÕES: “O que a gente não tem coragem de jogar fora”, Galeria Inox, Rio de Janeiro, Brasil

Fotografia: Wilton Montenegro