Para ler as correntes do oceano enquanto a chuva martela as janelas da casa | 2014



“Já há alguns anos, ou talvez desde sempre, venho observando a praia e o mar de Boa Viagem, lugar onde nasci e onde ainda hoje me reconheço quando ali retorno, depois de uma partida de mais de trinta anos. Talvez por isso, interessam-me mais os dias de chuva, quando as nuvens cobrem quase tudo e a chuva martela, insistentemente, as janelas da casa, transformando a paisagem”.

  • três vídeos com 10’, projeção simultânea em loop, edição de 5 + 2 PA
  • concepção e filmagem: Renato Bezerra de Mello
  • edição: Daniel Santos
  • EXPOSIÇÕES: “De onde os rios se encontram para inventar o mar”, Programa de Exposições do Carpe Diem Arte e Pesquisa, Palácio de Pombal, Lisboa Portugal

Fotografia: Oxana Ianin