Tanto mar, tanto mar | 2000-11



Motivado pela solidão – numa longa estada fora do Brasil –, comecei a escrever um diário pessoal em cartões-postais. O processo de escolha, escritura, postagem e recebimento dos cartões foi reconfortante, e fez lembrar a infância, quando colecionava selos e cartões não endereçados a mim, e fantasiava as viagens que ainda não fazia.

  • cartões, carimbos e selos postais, envelopes de papel cristal e Kraft
  • dimensões variáveis
  • EXPOSIÇÕES: “Casa Forte”, Centro Cultural Banco do Nordeste, Juazeiro do Norte e Fortaleza, Brasil / “Déambulations”, Centre de Photographie de Lectoure, França

Fotografia: Isabelle Souriment