TERRA PLANA | 2016



Ainda no início das grandes navegações, persistia a ideia da terra plana que, nesta obra, vai surgindo pouco a pouco nos pequenos mapas resultantes do desmonte e consequente descarregamento do remanescente de tinta de canetas hidrográficas usadas, cujas partes vou distribuindo no fundo de pequenas caixas de papel.

  • antigas caixas de papel, tinta de caneta Letraset
  • dimensões variáveis
  • EXPOSIÇÕES:“Entre céu e água”, Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil

Fotografia: Wilton Montenegro