A MEMÓRIA É A COSTUREIRA, E COSTUREIRA CAPRICHOSA. A MEMÓRIA FAZ A SUA AGULHA CORRER PARA DENTRO E PARA FORA, PARA CIMA E PARA BAIXO, PARA CÁ E PARA LÁ. NÃO SABEMOS O QUE VEM EM SEGUIDA, O QUE VIRÁ DEPOIS | 2007



Iniciais bordadas enchem gavetas e recobrem a veste de mulher, ocupando o quarto principal da casa-museu, já carregado de histórias que se desdobram nos seus espelhos. A veste foi idealizada a partir de uma coleção de iniciais que eu tenho, e executada em parceria com as artesãs de uma cooperativa na Rocinha.

  • iniciais bordadas sobre veste em algodão
  • 150 x 50 cm
  • EXPOSIÇÕES: ‘Amor’, Casa Museu de Benjamin Constant, Rio de Janeiro, Brasil / Galerie Caroline Vachet, Lyon, França / ‘Retalhar’, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil / ‘Que Nosso Nome Não Caia No Esquecimento’, Galeria Anita Schwartz, Rio De Janeiro, Brasil

Fotografia: Cláudia Elias