CONCRETISMO DESBOTADO⏐ 2020



Essas pastas fazem parte do arquivo que encontrei no lixo, nas ruas de Paris, com o qual venho trabalhando desde 2015.

 

Nesta configuração, sobreponho um conjunto de pastas das quais retirei nomes e outras inscrições que pudessem expor a identidade das pessoas que eram objeto desse acervo de informações – preconceituosas – que tratavam de mulheres envolvidas na prostituição.

 

Essas pastas, descoloridas pelo tempo e recortadas por mim, fizeram lembrar, na observação da curadora Bianca Bernardo, o projeto moderno brasileiro, que sempre nos frusta, dando origem ao título da série.

  • antigas pastas de arquivo
  • 70 X 50 cm (cada)

Fotografia: Paulo Paixão